Artistas

O maestro, arranjador, multi-instrumentista, cantor e compositor André Quartim Barbosa Cação nasceu em São Paulo, mudando-se para São Bento do Sapucaí pequeno, cidade onde iniciou seus estudos musicais aos 8 anos de idade. Em 2000, ingressou no Conservatório Souza Lima, uma das maiores escolas de música do Brasil.

Com mais de 20 anos de carreira, o artista já se apresentou ao lado de músicos como Vandinho Silveira, Marcus Flexa, Érico Medeiros, Celso Guimarães, Sandra Oliveira, Inês Loureiro, Elder Costa, Carlinhos Goulart, Zé Rui Camargo, Bruno Lopes, Omar Fontes, João Oliveira, Magoo Silveira, Dinho Silveira, Alfredo Paiva, Tony Moreira, Yuri Popoff, Lena Horta, Alessandro Penezzi, Marquinho Mendonça, Pedro Freire e muitos outros.

Em 2014, André venceu o Mapa Cultural Paulista com o projeto Cordas da Serra, de sua idealização, e em 2015, André Lançou seu primeiro CD, denominado Constelações.

Ângelo Milani é um artista plástico nascido no Paraná, em 1958. Concluiu seus estudos superiores no Rio de Janeiro, em 1981. No ano seguinte, transferiu-se para São Paulo, quando então recebeu o prêmio em pintura da Fundação Mokiti Okada. Desde então, vem participando de significativas exposições de arte, no Brasil e no exterior. Atualmente, seu trabalho integra o acervo de museus nacionais e internacionais.

Pintor e escultor, Ângelo desenvolve há anos uma poética visual baseada em linguagem plástica contemporânea, que se situa nos limites entre a figuração e a abstração. Compõe figuras que pertencem a um mundo de pura invenção, por meio da confecção, pintura, combinação e montagem de grandes peças que, em conjunto, formam complexos e surpreendentes objetos artísticos tridimensionais.

Nos últimos anos, tem se dedicado também a arte no espaço público e instalações. Desde que se mudou para São Bento do Sapucaí, há anos atrás, Ângelo promoveu a instalação e criação dos muros de mosaico da EE Dr. Genésio Cândido Pereira, em um projeto com alunos da instituição. O artista fez também a instalação em mosaico da Capela de sua propriedade juntamente com sua esposa Claudia Villar, hoje forte atrativo turístico, conhecido como “Capelinha de Mosaico”, além de outra Capela também com instalações promovidas por ele, próxima a Prefeitura Municipal.

Campo Belo e Companheiro é uma dupla de São Bento do Sapucaí de mais de 30 anos de carreira. Amizade formada pelo trabalho, há 40 anos, hoje a dupla continua unida, mas pela música.
Campeões em vários Festivais de Viola da região, Vicente Silvério da Silva “Campo Belo” e Oliveira José dos Santos “Companheiro”, já tocaram para grandes nomes como Francisco Cuoco, João Paulo & Daniel, Trio Parada Dura e muitos outros.

O músico autodidata Carlinhos Goulart é natural de São Bento do Sapucaí e interessou pela música desde pequeno, quando ouvia Beatles e tinha contato com muitos músicos que frequentavam sua casa. Aprendeu a tocar violão ao observar o irmão, que fazia aulas.
Carlinhos é proprietário e fundador do Blues Bar, que existe desde 1992, o primeiro bar noturno da cidade a abrir espaço para que músicos se apresentassem.
Carlinhos tem um CD lançado, intitulado Sem Eira nem Beira.

Benedito Silva Santos, conhecido como “Ditinho Joana”, nasceu em 12 de março de 1945, em São Bento do Sapucaí. Autodidata, Ditinho trocou a enxada pelo canivete e a machadinha e começou a esculpir em madeira a partir de 1974. O artista vive no Bairro do Quilombo e cria personagens que fizeram ou que fazem parte da história do seu povo, impressionando por sua sensibilidade e por sua riqueza de detalhes.

Nascida em São Bento do Sapucaí, a artista plástica Fernanda Costa Prado Ferreira, a Feh Prado, teve seu primeiro contato com a arte na infância, algo herdado como herança pela família. Autodidata, ela começou a pintar em 2011, e já começou a ter reconhecimento nos anos seguintes. Em 2012, ela expôs em Paris, na Exposição Meditação e Luz, que aconteceu no Salão Real de Madeline, pela ARTEC Artmondial. Já em 2013, suas obras foram para Portugal, também pela ARTEC. No Brasil, as artes de Feh já passaram por São Bernardo do Campo, Taubaté, Caraguatatuba e, claro, São Bento do Sapucaí. Além de artista plástica, Fernanda também é arquiteta.

Antônio Ferreira dos Santos, conhecido como “Nico Ferrera”, nasceu em Campos do Jordão, mas reside em São Bento do Sapucaí há 46 anos. Autodidata, aprendeu mosaico com seis anos e não parou mais, vivendo hoje da sua arte. Conciliando trabalho e lazer, ele também faz viagens planejadas para vários lugares do mundo, de onde também tira inspiração para sua arte, além das belezas de São Bento.

Skip to content